sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Primeiro Natal do Pedrinho


No dia 24 de Dezembro - noite da ceia na casa da Tia Olga – O Pedro não estava muito bem. Com a chegada de dois dentes (superiores) de uma só vez, nosso pequenino estava bastante irritado e aparentemente com algumas dores…
Só queria ficar no colo da mamãe e não quis saber de mais ninguém…
Faltando vinte minutos para meia noite, Pedrinho já havia se entregado ao mundo dos sonhos!
No dia 25, fomos almoçar na casa da Vó Zeli. O pequeno ainda não estava bem, porém conseguiu se distrair um pouco com os presentes que ganhou.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Se aventurando…

Pedrinho anda muito aventureiro…
A mais nova de suas aventuras é aprender subir escadas…
Isso mesmo, ele já está se arriscando pelos degraus da escada aqui de casa…
Faz o movimento certinho… Coloca a mãozinha no degrau de cima, dobra o joelho e sobe… Estica as perninhas, ficando em pé e depois repete os movimentos…
Agora precisamos redobrar nossa atenção!!!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Agora com 9 meses o Pedrinho…

Pesa 9.700g.
Sua altura é 72,5cm.
Agarra-se à móveis e consegue se levantar.
Acha brinquedos escondidos.
Adora jogar objetos no chão e vê-los cair.
Gosta de dar beijinhos – mas só na mamãe.
Está engatinhando pela casa toda, no final do dia a roupa dele está “preta” de tanto que fica pra lá e pra cá.
Não quer mais ficar deitado, ou é sentado, ou engatinhando ou mesmo “andando” com ajuda.
Gosta de ficar em pé apoiado nas coisas…
O Aggi é um caso a parte na vida do Pedro. Ele simplesmente adora o Agginho! As vezes ele tenta segui-lo engatinhando, mas o Aggi vive fugindo dele..rs. Quando o Aggi vem perto dele pra cheirá-lo é a glória. Ele até suspira de felicidade!!!
A alimentação dele também está bem legal. Ele come de tudo e sempre quer experimentar aquilo que estamos comendo. Na verdade ele até prefere nossa comida…
Ele vive engatinha pela casa “falando” um “pedreguês”… Mas normalmente quando fica nervoso é “mamamama” ou “dadadaii”.
Ele é o menino muito feliz! Acorda de manhã já falando e abre aquele sorrisão quando nos vê.
Os brinquedos favoritos no momento são:o Aggi, aparelho e caixas de som, cadeiras, cestas da fruteira, chinelos, tapete, caminha do Aggi, fios (qualquer um, principalmente os dos piscas), potes de água e ração do cachorro…

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Mais dentinhos à vista!

Hoje de manhã, Mamãe, a “grande caçadora de dentes”, avistou mais um dentinho!
Ainda não nasceu, mas está com aquela marquinha branca na boca, louca pra romper e mostrar o dentinho que mora lá dentro.
Eu mal acreditei - achei que ia demorar mais pra aparecerem os dentes de cima. Mas é assim mesmo, o tempo corre, o Pedrinho cresce e os dentinhos aparecem!!!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Peripécias do Pedrinho


O Pedrinho está maravilhoso, aprontando muitas estripulias…
Durante a tarde, nosso menininho engatinhava sem parar e, em alguns momentos, ficava no famoso passo de índio: com as perninhas flexionadas e o peso apoiado nos pés…
Mais tarde, em plena 23h da noite, nosso bebezinho conseguiu ficar em pé sozinho (segurando as grades) no seu bercinho…
O mais lindo foi sua carinha de felicidade e satisfação ao conseguir o feito… gritava de alegria!!!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Enfeites de Natal



O Pe também está ajudando a enfeitar a casa para o Natal…
Na verdade o Tiago coloca os piscas e o Pedrinho tira… rss
Cada um fazendo sua parte… rsss

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Todo roxinho!

O Pedrinho tem aprontado todas aqui em casa, não para um minuto, nem dormindo…
As perninhas do nosso bebezinho já estão cheias de marquinhas, com pequenos pontinhos roxos…
Ele é realmente um menino moleque - muito sapeca por sinal!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Pombo ou coruja???

O Pedro está fazendo alguns sons bens engraçados…
Agora ele inventou um que parece o som de um pombo ou de uma coruja…
grrrruuuuu, grrrrruuuuuuu…

Beijinhos

O Pedrinho está dando beijinhos!!!
Quano estou com ele no colo e peço um beijo, ele abre a boca e coloca contra meu rosto…
Gente, aquela boquinha que só tem dois dentinhos me lambuzando de baba é a coisa mais deliciosa do mundo!!!

domingo, 30 de novembro de 2008

Tchauzinho


Eba!!!
Enfim o Pedrinho se soltou, ou melhor, soltou a mãozinha para dar tchauzinho. Claro que é aquele tchauzinho com o bracinho mexendo só um pouquinho… o que mexe mais é a mãozinha, fechando e abrindo…
Desde sexta-feira (28) ele está fazendo tchau sempre que pedimos…
Também dá tchauzinho quando está com sono e na hora de sair do banho, LINDO!!!!

NATAL

Desde pequena adoro o Natal…
Adoro os preparativos, montar a árvore, enfeitar…
Adoro ouvir as mesmas músicas natalinas tocadas milhões de vezes…
Lojas cheias, corre-corre…
Papai Noel, presentes, festas familiares…
Mesa farta… pratos salgados, doces, muitas frutas…
Aquele cheirinho de felicidade no ar…
Enfim… EU AMO O NATAL!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Com pedacinhos

Esse Pedrinho é realmente uma figura!
Já fazem algumas semanas que nosso menininho está comendo papinha com pedacinhos… amasso a papinha que faço (ele não gosta de papinhas industrializadas) grosseiramente com um garfo, deixando pedacinhos…
Ele adora!
Sábado fomos com os padrinhos Má e Vi para Curitiba, passear e almoçar. Comemos em um restaurante chamado Madalosso, que serve rodizio de massas e carnes. O Pe simplesmente adorou o Gnocchi de Rúcula e Gnocchi ao molho bolonhesa. Chamou a atenção de várias mesas ao comer polenta frita… Parecia um homenzinho!
Agora, além de comer sua papinha, é sócio do meu prato. Isso mesmo, come minha comida também… pode ser arroz integral, carne, batata, macarrão… ele não rejeita nada!

Novas conquistas

Olá pessoal!
Após alguns dias, enfim tenho novidades!
O Pedrinho está engatinhando oficialmente!
Após quase 1 mês se arrastando pela casa como uma minhoquinha, nosso bebezinho resolveu engatinhar de quatro, como um gatinho…
Na verdade ele começou a se arriscar no domindo, mas somente hoje pela manhã ele realmente se soltou!
Claro que às vezes ele fica com preguiça e senta gritando pela mamã…
Outra coisa que ele adora fazer é escalar os móveis e ficar em pé o tempo todo…
Ufa! Acho que vou precisar de energia extra para acompanhar esse menininho, já que tem se mostrado muito sapeca, aventureiro…
O melhor de tudo é ver sua carinha de arteiro! Muito lindo!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

domingo, 23 de novembro de 2008

Compras

Ai…. ai…
Se tem uma coisa que o Pedrinho gosta muito de fazer é ir ao mercado…
Isso mesmo! Nosso pequenino adora fazer compras!
Se sente muito à vontade, dá risada pra todo mundo, quer segurar as embalagens e fica louco com a seção de danoninhos… rs

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

A fila dos dentinhos anda...

Pois é… e lá se vão dois…
Minha boquinha linda já não está mais tão careca…
Hoje percebi mais um dentinho na boquinha do Pedrinho, bem ao lado do primeiro.
Ainda não dá pra ver, mas consigo sentir…
E o Pe é tão previsível… percebi a chegada de um novo dentinho, após nosso bebê apresentar os mesmo "sintomas" do primeiro…
* sono mais agitado;
* não me deixa por o dedo em sua boquinha;
* ele fica mais rabugento que o normal… rss

Mais acho que não posso reclamar…
Não teve febre, vómito, diarréia, ou qualquer outros sintomas relatados por outras mamães.
Meu bebê é realmente um anjinho!

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Meu mocinho!

E lá se vão 8 meses de descobertas!
Oito meses de muita energia! Muita alegria!
Quando olho para o Pedro já não consigo ver bem um bebé…
Ele é um pedacinho de gente que já sabe bem o que quer e como demonstrá-lo…
Todos os dias me pego a observá-lo e a tentar acompanhar a velocidade com que está crescendo… mas querem saber de um segredo: acho que nunca o vou conseguir!

Com 8 meses eu...

* Já tento engatinhar
* Tenho um dentinho
* Pego pedacinhos de comida e como
* Tomo leite na mamadeira
* Como toda a papinha que minha mamãe oferece
* Fico de pé segurando em alguma coisa
* Faço da hora do banho uma verdadeira festa
* Seguro a mamadeira e o copo sozinho
* Me jogo para o colinho da mamãe
* Continuo não gostando de colocar roupas
* Trocar minha fralda virou tarefa quase impossível
* Já sento perfeitamente, sem qualquer apoio
* Fico MUITO BRAVO quando tiram o que quer que seja que eu tenha na mão
* Sou muito curioso
* Falo ma-mã, mã-ma, muito lindo!

Minha rotina diária é:
09:30 - Acordar
09:45 - Higiene
10:00 - Café manhã (fruta, leite, biscoito)
10:15 - Brincar
11:45 - Almoço (papinha salgada, suco e sobremesa)
12:45 - Banho relaxante
13:00 - Leite (mamadeira 100ml)
13:15 - Soneca
16:00 - Higiene
16:15 - Fruta
16:30 - Brincar
18:15 - Leite (40ml)
18:30 - Soneca 20 minutos (às vezes)
20:00 - Jantar (papinha salgada, suco e sobremesa)
20:30 - Brincar ou DVD/TV
21:00 - Banho
21:45 - Leite (180ml)
22:00 - Dormir

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Aprontando muitoooooooo

Olha só o Pedrinho…
Ainda nem sabe engatinhar direito e já está aprontando!
Vejam onde achei meu menininho hoje de manhã…
Sim, encontrei o mocinho embaixo da minha cama!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Pediatra

Ontem o Pe teve consulta com o pediatra.
Nosso menino está muito bem, medindo 71,5 cm e pesando 9.160g.
O único probleminha é que ele engordou muito pouco este mês, apenas 160g. Mas pode ser devido as muitas mudanças que tem passado… E também está muito ativo, gastando muita energia.

sábado, 1 de novembro de 2008

Minha experiência com o desmame…

Quarta-feira (29/10) comecei a desmamar o Pedrinho.
Sabe, desde o momento que engravidei pensava em amamentar o meu filho, passar por essa experiencia. No começo foi bem difícil, já que meu leite demorou uns 10 dias para descer… Eu e o Ti fomos muito persistentes, já que o desejo de amamentar o Pedrinho era maior do que as dificuldades. E consegui!!!
Ter o Pedrinho no meu colo quando amamentava, entre os meus braços, olho no olho, carinho com as mãos… era um momento meu e dele. Mas que estava na hora de transformar em outras formas de amor e carinho. Agora ele precisa crescer, se desenvolver e para isso precisava perder esse vinculo. Acredito que tenha amamentado o tempo necessário para mim e para ele.
Queria que fosse tudo muito natural e bem tranquilo. E foi realmente super tranquilo, ele não me pediu o peito nenhuma vez. Quando eu acreditei que conseguiria, criei coragem, e foi tudo muito natural. Conversei muito com ele, disse que a mamãe continuaria a amá-lo muito, que daria muito carinho, mas que não teria mais o leitinho da mamãe…
No começo ele estranhou aquele bico de plástico, frio… deve ter pensado "eu mamãe, cadê o meu mama quentinho?".
Mas meu pequenino mais uma vez me surpreendeu, e na quinta-feira já estava abrindo a boca pra mamadeira… Tudo aconteceu tranquilamente, sem traumas, choros…
Sabe, parece que meu bebê entendeu que o meu amor não mudou, que eu não o abandonei, que eu o amo tanto quanto antes, que teremos momentos só nossos…
Ontem (31/10) já pude considerá-lo oficialmente desmamado!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Agora é oficial - o dentinho chegou!

Após meses de expectativas, babas, irritação, tentativas desesperadas de comer a mão ou qualquer coisa que encontrasse pela frente, finalmente o primeiro dentinho do Pedro nasceu!
E como quase tudo relacionado ao Pedro, veio de forma tranquila, quase sem perceber…

OLHA O DENTINHO AQUI…
Nascimento dos dentes
O aparecimento dos dentes não é um daqueles marcos que acontecem de uma só vez. A mudança do sorriso desdentado para uma boca cheia de dentinhos é um rito de passagem que pode se estender pelos três primeiros anos de vida do seu filho.
A história começa dentro do útero. Durante a gravidez, o bebê adquiriu os chamados botões dentários, as fundações dos dentes-de-leite (ou dentes decíduos, no termo técnico). Esses botões começam a romper a superfície da gengiva em algum momento entre os 3 e os 12 meses. O mais comum é o primeiro dentinho — um sinal inegável de que seu bebê está crescendo — por volta dos 6 meses, que é também o momento em que a dieta dele passa a incluir alimentos sólidos. Quando tiver 3 anos, a criança terá a boca cheia de dentes, e já poderá escová-los sozinho (com um pouco de ajuda) — um passo importante no caminho para assumir seus cuidados pessoais.

Quando acontece
Talvez você não saiba, mas um em cada 2.000 bebês já nasce com um dente — ou até dois! Mas a grande maioria das crianças tem o primeiro dentinho aos 6 ou 7 meses de idade. Os mais precoces podem romper o primeiro dente (normalmente o incisivo central inferior) já com três meses, enquanto outros podem ter de esperar até quase 1 ano. Os últimos dentes (os segundos molares, no fundo da boca) costumam já ter nascido no segundo ano de vida. Com 3 anos, seu filho deve ter o conjunto completo: 20 dentes-de-leite.



Como acontece
Para muitos bebês (e seus pais), a chegada do primeiro dentinho não é lá muito divertida. Pode ser um processo longo e exaustivo. Os primeiros sintomas — entre eles muita babação e uma boa dose de dor — começam um mês ou dois antes do grande evento. Isso pode representar noites e noites em claro consolando a criança. Para aliviar o sofrimento, seu bebê pode começar a morder, mas não por hostilidade. Para melhorar o incômodo, você pode dar a ele alguma coisa para morder, como mordedores ou coisas geladas, ou massagear a gengiva dele com seu dedo.
As gengivas também podem ficar inchadas quando os dentes vão romper, e as bochechas do seu filho parecerão um pouco maiores. Embora os especialistas afirmem categoricamente que o nascimento dos dentes não causa febre nem diarréia, a maioria dos pais diz observar esse tipo de sintoma. Como nessa fase também são comuns resfriados, gripes ou desarranjos intestinais, é melhor ficar de olho nos sintomas e levar a criança ao médico se ela não melhorar.
Para os mais sortudos (que não são tão poucos assim, felizmente), o nascimento dos dentes pode ser uma experiência quase indolor. Mas não deixa de ser uma transformação radical: numa semana seu neném tem um sorrisão desdentado, e na seguinte o branquinho já desponta na gengiva. Comemore o primeiro dentinho tirando muitas fotos, e anote a data do aparecimento como recordação.
A partir daí, os dentes vão surgindo um atrás do outro: primeiro os dois incisivos centrais de baixo, depois os dois de cima, em seguida os que ficam ao lado, e dali para o fundo. O desenvolvimento dos dentes é hereditário, por isso se você teve dentes cedo é provável que a mesma coisa aconteça com seu filho.

Pedro e Aggi

O Pedro adora o Aggi. Foi um amor instantâneo. Pedro tem paixão pelo Aggi e fica fascinado com ele. O Aggi é um cachorrinho tranquilo, e está começando a se aproximar bastante do Pedro. Ainda tem um pouquinho de receio, porque ele, com aquelas mãozinhas fofas, adora puxar seus pelos.
Não poderia haver combinação mais feliz: Pedro e Aggi. Como é lindo ver a criança interagindo com um animal. Ambos, criança e animal, têm uma pureza que emociona, porisso, pra mim, é a combinação perfeita, é um aprendizado para a vida no que diz respeito à Natureza e aos animais: convivência, amor, brincadeiras, carinho e sensibilidade!

"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante"
(Albert Schweitzer)

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Já sou quase um gatinho!

Isso mesmo, o Pedro está ensaiando para engatinhar.
Começou no sábado, na casa do tio Junior…
Ele debruça para frente e se joga… Fica com a perninha em uma posição inexplicavel, mas juro que parece um gatinho… rss

Engatinhar
O ato de engatinhar ajuda a fortalecer os músculos do bebê para que depois seja capaz de andar, e é o primeiro modo de se locomover por conta própria. O jeito tradicional de engatinhar exige que a criança aprenda a se equilibrar apoiando-se nas mãos e nos joelhos, e perceba que pode balançar para frente e para trás. Em seguida, ela vai descobrir como usar os joelhos para avançar ou dar marcha a ré.

Quando acontece
A maioria dos bebês aprende a engatinhar entre os 6 e os 10 meses. Mas há crianças que nem chegam a engatinhar: preferem rolar, "minhocar" com a barriga no chão, arrastar-se sentadas ou passar direto para ficar de pé com apoio e andar. O que interessa é sair do lugar, não importa como.

Como acontece
O bebê normalmente começa a engatinhar depois que já consegue ficar sentado sem apoio com facilidade, coisa que na maior parte dos casos acontece por volta dos 6 ou 7 meses de idade. Nessa etapa, a criança consegue sustentar a cabeça para observar o ambiente à sua volta, e os braços, pernas e músculos das costas são fortes o suficiente para impedir que ela caia no chão quando ficar de quatro.
Ao longo dos meses seguintes, seu bebê vai aprendendo aos poucos a passar da posição sentada para a de quatro, e logo percebe que dá para se balançar assim, desde que esteja com os braços esticados e o tronco paralelo ao chão.
Em algum momento, em geral perto dos 9 ou 10 meses, ele se dá conta de que se mexer o joelho vai conseguir o impulso necessário para sair do lugar. Conforme vai se aperfeiçoando na técnica, aprende a fazer o caminho contrário e passar da posição de engatinhar para a posição sentada. Também vai dominar a arte de engatinhar com o chamado padrão cruzado: avançar ao mesmo tempo com o braço de um lado e a perna do outro, em vez de usar os dois membros do mesmo lado. Depois disso, é só uma questão de prática — até 1 ano de idade, a criança costuma ser uma excelente engatinhadora.
Se seu bebê engatinha de marcha a ré, ou pula como um sapinho (apoiado no bumbum e com uma perna para a frente, dando pequenos saltos), parece uma minhoca pela casa ou simplesmente não quer nem saber de engatinhar, só de andar, não esquente a cabeça. Desde que ele esteja se locomovendo, não importa a maneira, não há com o que se preocupar.

Mamadeira

Olá pessoal!
Finalmente apareci (após 2 semanas) para atualizar as notícias sobre o Pedrinho.
Como sempre ele está muito lindo e também muito levado… aprontando todas…
Essa semana iniciei uma nova novela em nossas vidas… O DESMAME!
Isso mesmo, comecei (pelo menos estou tentando) a desmamar o Pe… Não está nada fácil, mas sou persistente!
Comecei a introduzir a mamadeira com Nestogeno 2 no sábado de manhã e…. ele tomou uns 30ml. Depois recusou e não tomou mais nada o dia todo.
No domingo e na segunda ele não aceitou… só colocava a mamadeira na boca pra morder… rss
Hoje, após várias tentativas ele aceitou 10ml de manhã e 40ml à tarde… parece pouco? Eu acho que não!
Ele conseguiu até mesmo dormir tomando a mamadeira…. coitadinho!
Vamos ver como será à noite…

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Arrumando as malas

Amanhã iremos para Americana, visitar os avós, tios, primas, e os padrinhos do Pedro, é claro!
Toda vez que estamos nos preparando para irmos pra lá, fico muito ansiosa e feliz!
O único probleminha dessas viagens é a arrumação das malas, pois eu fico enlouquecida pensando no que eu levo, e o que não levo… Roupas de frio ou calor? Será que estou exagerando? Se bem que eu acho que se tratando de criança é melhor exagerar, do que depois faltar alguma coisa!
Se antes do Pedro eu já carregava a casa, imaginem só agora…
O pior é que tenho que arrumar a mala do Pe, a minha, do Ti e ainda a do Aggi… ufaaa!
Vou começar hoje a arrumar tudo… Quem sabe desta vez eu não esqueço nada… rss

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Amo muito tudo isso!

* Papai
* Aggi
* Cocoricó
* Colinho gostoso
* Danoninho
* Ameixa
* Suco de uva
* Uva
* Ficar sem roupa
* Banho
* Doki ( discovery kids)
* Mucilon
* Papa da mamãe
* Andar de carro
* e principalmente A MAMÃE!

Soninho

Esta noite o Pedro, pela primeira vez, dormiu das 23h30 às 06h00.
Vocês acreditam? Nem eu acreditei..
Na verdade, acho que ele não dormia direto porque tinha fome, já que o meu leite somente, já não sustenta tanto.
Daí as acordadinhas de três em três horas pra mamar.
Ontem ele jantou super bem. Depois do jantar, mamou bastante…
Às 22h dormiu e acordou às 23h pra mamar novamente…
E finalmente às 23h30 dormiu profundamente até amanhecer.
Acordou às 6h, mamou e dormiu até às 9h15.
Não vou contar vitória antes da hora. Veremos como será a noite de hoje…mas que estou cheia de esperanças, isso não posso negar!
Soninho do bebê de 4 a 8 meses
- O sono do bebê se torna mais como o do adulto, com período inicial de não-REM
- A maoria acorda entre 7 da manhã, mas geralmente entre 6-8.
- Se o bebê acordar antes das 6 é bom colocar para dormir após mamar e trocar a fralda
- Não é possível mudar a hora que o bebê acorda de manhã colocando-o para dormir mais tarde
- Comidas sólidas antes de dormir tambem não resultam em acordar mais tarde
- O período acordado de manhã deve ser de cerca de 2 horas para bebê de 4 meses e 3 horas para bebês de 8 meses
- Então a soneca da manhã é por volta das 9 horas para a maioria
- Tenha um período tranqüilo e quieto, parte da rotina de dormir, com duração máxima de 30 minutos. Essa rotina deve começar 30 minutos ANTES do fim do período que o bebê fica acordado
- Um soneca só é restauradora se é de 1 hora ou mais, algumas vezes 40-45 minutos conta, mas 1 hora ou mais é o ideal
- Conte com outra soneca após 2-3 horas acordado
- Evite mini-sonecas no carro ou parque
- Não deixe o bebê tirar uma sonequinha para compensar uma soneca perdida
- Se o bebê tira a soneca quando deveria estar acordado, bagunça a rotina acordado/dormindo
- A Segunda soneca é geralmente entre meio-dia e 2 da tarde (antes das 3)
- Deve durar 1-2 horas
- Uma terceira soneca poderá ou não ocorrer, se ocorrer será entre 3-5 da tarde e geralmente bem rápida
- A terceira soneca desaparece por volta dos 9 meses de idade
- A hora de dormir ideal é entre 6-8 da noite, decida pelo quanto a criança está cansada
- Empregue uma rotina antes da cama com a mesma seqüência de eventos toda noite, assim a criança começará a predizer o que vem a seguir, ou seja, o sono
- A criança poderá acordar de 4-6 horas depois para mamar, algumas estarão com fome mas outras vão dormir direto, depende do indivíduo
- Uma Segunda mamada podera’ ocorrer por volta de 4-5 da madrugada.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Agora com sete meses eu…

- Levo tudo à boca;
- Olho quando sou chamado;
- Fico sentado;
- Balbucio sem parar, fico repetindo meus sons incansávelmente;
- Gosto de brincar de esconder;
- Estico os bracinhos para pedir colo;
- Grito muito, mais muito alto;
- Dou gargalhadas;
- Estou ensaiando para engatinhar, mas ainda não consegui;
- Adoro comer pedaços de frutas segurando sozinho;
- Quando ouço algum som que não conheço, me assusto e sinto medo;
- Já estou tentando fugir do meu bercinho rss
- Gosto muito da hora do banho;
- Amo brincar com água!

A fuga do Pedrinho


Pois é…
Ninguém segura este bebê…
Como já havia dito em outro post, o Pedro está virando e revirando como nunca.
Até no bercinho ele está aprontando.
Ontem estava fazendo ele dormir e notei que virava, rodava e tentava escalar as grades do berço…
Isso mesmo, estava tentando fugir!
Fiquei tão preocupada que chamei o Ti e pedi que descesse o nível do berço. Como já estava tarde, deixamos para hoje…
Mas e o Pedrinho?
Foi dormir com a gente na nossa cama!

domingo, 12 de outubro de 2008

Dia das crianças

Hoje é o primeiro dia das crianças do Pedrinho, e confesso que nunca me senti tão criança em toda minha vida!
Nunca olhei tão atentamente as prateleiras de brinquedos das lojas, nunca estive tão por dentro das marcas e modelos de brinquedos.
Nunca vi tanto desenho na tv e tão pouco me imaginei algum dia na vida assistindo a Turma do Cocoricó e cantarolando as musiquinhas.
Ah, ser mãe é voltar um pouco a ser criança, aliás, muito!
Nunca fui tão boba, nunca me joguei no sofá para ficar brincando com um bebê.
Nunca ri tanto com as risadas de um bebê e nunca me diverti tanto com suas travessuras.
Adoro ficar horas em lojas de bebês, acho o máximo brincar de "cadê o Pedro? Achou!".
Eu que sempre fui fã desse mundo infantil, comecei a embarcar ainda mais no mundo do faz de conta…
Comecei a perceber que eu não sabia nada sobre ser mãe, e ainda não sei, pois o Pedro me mostra a cada dia algo diferente, me mostra um mundo cada vez mais colorido, cada vez mais divertido, cada vez mais surpreendente e delicioso… e definitivamente, descobri que o momento mais feliz da minha vida, foi quando descobri que teria vários momentos assim com o Pedrinho.

sábado, 11 de outubro de 2008

Sete meses maravilhosos

Isso porque ele é meu, porque ele é único, porque ele é lindo, porque ele é bonzinho, porque ele tem uma personalidade maravilhosa.
Isso porque eu estou perdidamente apaixonada.
Isso porque a vida se transformou depois que ele nasceu.
Isso porque o trabalho duplicou mas a felicidade quadruplicou.
Por causa dele, sou uma leoa.
Por causa dele me esforço pra ser uma mulher melhor, uma pessoa melhor e uma mãe melhor…dia após dia.
Hoje sou mais paciente, mais tolerante, relevo mais as coisas, enxergo tudo por outros angulos - sempre melhores, vejo o mundo com cores diferentes.
Isso tudo por causa dele.
Você tem uma risada encantadora, um humor fascinante e quando fica bravo, solta um "rugido de leão" ARRRRGH…rs.
Filho, você é tudo!

Papinha

Não sei o que aconteceu…
Se dr. Alberto é algum bruxo, ou sei lá…
Mas no dia sequinte a consulta onde falamos sobre a alimentação do Pedro ele começou a comer de tudo…
Doce, salgado, em forma de papa, e até mesmo pedacinhos (que ele odiava) …. e ainda abre o bocão!
Estou muito feliz!
E como consequencia, ele passou a dormir melhor, já que está se alimentanto bem na hora do jantar.
Viva, viva, viva!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

BELÍSSIMO!

Recebi este texto lindíssimo, e infelizmente a autoria é desconhecida. A pessoa conseguiu descrever EXATAMENTE o que uma mãe sente pelos seus filhos!

"Nós estamos sentadas almoçando quando minha filha casualmente menciona que ela e seu marido estão pensando em ‘começar uma família’.
‘Nós estamos fazendo uma pesquisa’, ela diz, meio de brincadeira.
Você acha que eu deveria ter um bebê?
‘Vai mudar a sua vida,’ eu digo, cuidadosamente mantendo meu tom neutro.
‘Eu sei,’ ela diz, ‘nada de dormir até tarde nos finais de semana, nada de férias espontâneas.. .’
Mas não foi nada disso que eu quis dizer.
Eu olho para a minha filha, tentando decidir o que dizer a ela.
Eu quero que ela saiba o que ela nunca vai aprender no curso de casais grávidos.
Eu quero lhe dizer que as feridas físicas de dar à luz irão se curar, mas que tornar-se mãe deixará uma ferida emocional tão exposta que ela estará para sempre vulnerável.
Eu penso em alertá-la que ela nunca mais vai ler um jornal sem se perguntar ‘E se tivesse sido o MEU filho?’
Que cada acidente de avião, cada incêndio irá lhe assombrar. Que quando ela vir fotos de crianças morrendo de fome, ela se perguntará se algo poderia ser pior do que ver seu filho morrer.
Olho para suas unhas com a manicure impecável, seu terno estiloso e penso que não importa o quão sofisticada ela seja, tornar-se mãe irá reduzí-la ao nível primitivo da ursa que protege seu filhote. Que um grito urgente de ‘Mãe!’ fará com que ela derrube um suflê na sua melhor louça sem hesitar nem por um instante.
Eu sinto que deveria avisá-la que não importa quantos anos ela investiu em sua carreira, ela será arrancada dos trilhos profissionais pela maternidade. Ela pode conseguir uma escolinha, mas um belo dia ela entrará numa importante reunião de negócios e pensará no cheiro do seu bebê. Ela vai ter que usar cada milímetro de sua disciplina para evitar sair correndo para casa, apenas para ter certeza de que o seu bebê está bem.
Eu quero que a minha filha saiba que decisões do dia a dia não mais serão rotina. Que a decisão de um menino de 5 anos de ir ao banheiro masculino ao invés do feminino no McDonald’s se tornará um enorme dilema. Que ali mesmo, em meio às bandejas barulhentas e crianças gritando, questões de independência e gênero serão pensadas contra a possibilidade de que um molestador de crianças possa estar observando no banheiro.
Não importa o quão assertiva ela seja no escritório, ela se questionará constantemente como mãe.
Olhando para minha atraente filha, eu quero assegurá-la de que o peso da gravidez ela perderá eventualmente, mas que ela jamais se sentirá a mesma sobre si mesma.
Que a vida dela, hoje tão importante, será de menor valor quando ela tiver um filho. Que ela a daria num segundo para salvar sua cria, mas que ela também começará a desejar por mais anos de vida — não para realizar seus próprios sonhos, mas para ver seus filhos realizarem os deles.
Eu quero que ela saiba que a cicatriz de uma cesárea ou estrias se tornarão medalhas de honra.
O relacionamento de minha filha com seu marido irá mudar, mas não da forma como ela pensa. Eu queria que ela entendesse o quanto mais se pode amar um homem que tem cuidado ao passar talco num bebê ou que nunca hesita em brincar com seu filho. Eu acho que ela deveria saber que ela se apaixonará por ele novamente por razões que hoje ela acharia nada românticas.
Eu gostaria que minha filha pudesse perceber a conexão que ela sentirá com as mulheres que através da história tentaram acabar com as guerras, o preconceito e com os motoristas bêbados.
Eu espero que ela possa entender porque eu posso pensar racionalmente sobre a maioria das coisas, mas que eu me torno temporariamente insana quando eu discuto a ameaça da guerra nuclear para o futuro de meus filhos.
Eu quero descrever para minha filha a enorme emoção de ver seu filho aprender a andar de bicicleta.
Eu quero mostrar a ela a gargalhada gostosa de um bebê que está tocando o pelo macio de um cachorro pela primeira vez. Eu quero que ela prove a alegria que é tão real que chega a doer.
O olhar de estranheza da minha filha me faz perceber que tenho lágrimas nos olhos.
‘Você jamais se arrependerá’, digo finalmente.
Então estico minha mão sobre a mesa, aperto a mão da minha filha e faço uma prece silenciosa por ela, e por mim, e por todas as mulheres meramente mortais que encontraram em seu caminho este que é o mais maravilhoso dos chamados.
Este presente abençoado de Deus… que é ser Mãe."

Quase sete meses…

Tem tanta coisa acontecendo…
O Pedrinho está fazendo muitos progressos. Ele continua a nos surpreender com a velocidade em que aprende coisas novas de um dia para o outro.
Dias atrás começou a rolar e colocar-se de barriga para baixo. Agora já está rolando como ninguém… dá uma, duas, três voltas sem parar… E como se não bastasse, apoia-se nas mãos, com os braços esticados… o danadinho já está se arrastando, tentando engatinhar.
Está ficando sentado com a maior facilidade, e agora não quer ficar mais deitado… Mal acorda e já quer se levantar, o que já está quase conseguindo fazer sozinho. Já força o pescocinho e a coluna pra frente…
Também descobriu seu pé e está adorando! Fica puxando, olhando, chupando os dedos…
Fora essas maravilhas, o de sempre: as dúvidas e frustrações na hora do "SONO".
As dúvidas:
- Será que hoje ele dorme a noite toda?
- pelo menos da meia-noite até às seis horas ininterruptamente;
- Quantas vezes ele irá acordar essa noite?
- Será que ele está se alimentando direito à noite?
- Será que ele vai acordar gritando hoje?
Outra grande luta é a papinha salgada. No começo ele comia sem problemas, mas agora só aceita papinhas doces. Tento insistir o mais que consigo. Dr. Alberto disse que no tempo dele ele começará a comer mais e melhor, então vamos esperar.
O mais frustante é preparar a papinha com todo carinho e depois disso ele recusa-se a comer.
Parece piada, mas ontem, um dia depois da nossa conversa com o pediatra ele comeu bem melhor. Agora vamos ver as próximas refeições…

Vacinas

Mais um mês, mais vacinas.
Coitado do Pedrinho. Ainda não conseguiu passar mês nenhum sem ser picado.
Na terça, após o pediatra, o levamos pra tomar as vacinas dos 6 meses. Chorou mais do que as outras vezes (também, com aquela agulha grossa), e só se acalmou com aquele palitinho de plástico docinho…
O bebê não teve reação alguma…
A reação maior é no bolso do pai (que vacininha cara).

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Visita ao pediatra

Ontem fomos ao pediatra do Pedrinho, o doutor Alberto.
Posso dizer que esta foi nossa melhor consulta até hoje. Ele foi muito atencioso e esclarecedor.
Quanto ao Pedrinho, nosso mocinho deu um exemplo de bom comportamento. Ficou o tempo todo tocando um piano de mesa e sorrindo para o dr. Alberto enquanto ele falava com a mamãe. Durante os exames tentou pegar o estetoscópio e levar à boca, se levantar… Contrariando a todos nós (mamãe, papai e doutor) não chorou nenhuma vez.
Ele está muito está grandão, pesando 9000 g. e medindo 69,5 cm.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Dadai - intencional ou não?

Dadai!
Dadai!
Esse som aos nossos ouvidos (mamãe e papai) é bem parecido com "papai"…
Isso mesmo! PAPAI…
Quem se importa se é intencional ou não?
O importante é que toda vez que o Pedro vê o Ti ele fala Dadai….

sábado, 4 de outubro de 2008

Hora do banho, que hora tão feliz!

Tchau preguiça
Tchau sujeira
Adeus cheirinho de suor
Oh…
Lava lava lava
Lava lava lava
Uma orelha uma orelha
Outra orelha outra orelha
Lava lava lava lava
Lava a testa, a bochecha,
Lava o queixo
Lava a coxa
E lava até…
Meu pé
Meu querido pé
Que me agüenta o dia inteiro
Oh Oh
E o meu nariz
Meu pescoço
Meu tórax
O meu bumbum
E também o fazedor de xixi
Oh…
La la
Laia laia la
Laia la la la
Laia la
La la la la la
Hum… Ainda não acabou não
Vem cá vem… vem
Uma enxugadinha aqui
Uma coçadinha ali
Faz a volta e põe a roupa de paxá
Ahh!
Banho é bom
Banho é bom
Banho é muito bom
Agora acabou!

Pedrinho grandão


quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Ô fada do dente!



Ontem a vovó Zeli perguntou do dentinho do Pedro…
Até agora nada… faz tempo que nosso bebezinho chora, reclama, a gengiva incha, desincha e nada…
Ô fada do dente, coopera aí!
Se bem que como podemos resistir a um sorriso careca (ainda mais lambuzado de danoninho)?

domingo, 28 de setembro de 2008

Primeiro machucadinho

Ele está um terrorista! Não para mais nem na hora do banho… Quer agitar!!!
Então não era pra menos… Quis dar um mergulho e no "impulso" acabou batendo o rosto na banheira!
Tadinho!!! Ficou com o olhinho inchado!!!
Mas até que o Pe se saiu muito bem… só chorou um pouquinho, logo se entreteu com os patinhos na banheira.
O pior foi o sentimento de culpa do Tiago que estava dando banho no pequenino… rss

sábado, 27 de setembro de 2008

Bebê ou avestruz?

Hoje pela manhã ofereci pela primeira vez leite (Nan) com Mucilon Multicereais…
E não é que nosso pequenino adorou?
Tomou tudinho… 90ml…
Será que estou criando um bebê ou um avestruz????

O grito!

Não, isso não é tema de filme…
É uma das mais novas descobertas do Pedrinho.
De uns tempos para cá, meu lindinho começou a gritar.
Um dia, sem nenhum motivo, ele soltou um agudo que quase acabou com meus ouvidos!
Levei um susto e comecei a procurar alguma causa para tamanho grito – teria se machucado? estaria com fome? dor? medo?
Nada disso: não havia razão aparente, nem escondida.
Simplesmente, começou a gritar.
Na verdade, achou foi uma capacidade nova no rol das suas qualidades de bebê. Como não se desperdiça talento, decerto pensou: se eu posso gritar, é isso que vou fazer! E não parou mais.
Às vezes, dá impressão de que está de saco cheio, e então grita em protesto.
Ah, ele também bufa, como que indignado, talvez com o fato de “alguém” não fazer o que ele quer, ou estar entediado. Deu pra fazer um barulho esquisitíssimo que lembra o motor de um carro velho. Fica naquele ronca-ronca e não pega no tranco nunca….

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Dentinho






Ainda não é oficial, mas vem aí um dentinho. Não consigo ver, mas sinto sua gengiva diferente…
E, nossa, o Pedrinho está desesperado…
Ele quer comer tudo que está perto da boca inclusive a câmera… rss



Soninho

Ai… ai…
Não quero cantar vitória antes da hora, mas meu Pedrinho está me enchendo de orgulho.
Enfim voltou a dormir bem…
Está dormindo por volta das 22h, acorda pra mamar às 24h e 03:45h (e já dorme em seguida). Acorda novamente às 06:45h pra mamar novamente e depois dorme até 09:30h.
Não é ótimo???
Considero que ele só acorda uma vez na noite, já que meia noite eu ainda não estou dormindo de verdade… rss

sábado, 13 de setembro de 2008

Meu menininho está com 6 meses de vida

O tempo voou; têm sido dias, horas, momentos de muito amor e de aprendizagem, de pura felicidade contida num sorriso, num brilho de olhar azul intenso lindo;
Momentos em que me esqueço do tempo e da vida deitada com o Pedro; quando o embalo nos meus braços para faze-lo adormecer; quando o abraço e ele com aqueles bracinhos pequeninos e gordinhos me abraça, ainda sem saber que o faz; quando me beija sem saber me beijar, com a boquinha toda aberta no meu rosto e me deixa cheia de baba, e é o melhor beijinho do mundo; quando solta uma gargalhada de alegria por uma palhaçada que eu faço ou porque simplesmente eu estou ali com ele; quando fala sem saber o que diz e eu também não sei mas desconfio…; quando dorme serena e calmamente….
O meu bebé cresce e eu também cresço e aprendo a ser mãe, vivendo uma alegria inexplicável…
Quando engravidei, não sabia que um ser tão pequeno teria o poder de me tornar uma pessoa melhor, mais humana, mais compreensiva, mais tolerante, mais flexível e acima de tudo mais FELIZ…
Amo muito você - Meu Pedro!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Com seis meses eu...

- Gosto de comer papinha de frutas, principalmente de ameixa e banana;
- Gosto de comer papinha de legumes com carninha;
- Já fico sentado durante alguns segundos, sem apoio, é sinal de que estou ficando grande;
- Sou muito simpático e sempre que sorriem para mim eu retribuo, mas o sorriso mais bonito, esse é sempre para a mamãe, é claro!
- Gosto de brincar no meu ginásio;
- Adoro brinquedos de gente grande, celular, computador (principalmente o do papai) e controles da tv;
- Já sei balbuciar algumas coisinhass como ahhhh, buuuu, neineiiiiii, uuuuu, bobóoo, arrr….
- Gosto muito, muito do sino dos ventos da mamãe (que fica na frente de casa), quando estou na rua e o vento sopra, faz uns sons que me deixam todo contente. Fico um tempão hipnotizado;
- Gosto muito do Aggi (meu cachorrinho, ou irmãozinho mais velho), fico seguindo com o olhar e quando está pertinho de mim, tento puxar seus pelos… rss

Mã Mã

Novidades…
O Pedrinho me chamou de Mã-mã pela primeira vez ontem e não parou mais…
Claro que ele está me chamando mais na hora do desespero…
Mesmo assim é tão lindo! Fiquei bem emocionada!
O Pe também está mais solto… está rolando na cama e tentando erguer o bumbum pra engatinhar…
Meu bebezinho está ficando mocinho…

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Seis meses

O Pe já senta sozinho com apoio, isto um pouco antes de completar os seis meses e, apesar da pouca idade, já senta sem apoio, principalmente quando as mãos estão ocupadas com algum objeto do interesse dele!
Os dentinhos não passam deste mês, estão quase saindo.
A maior novidade é que já começou a dar os bracinhos se quer colo, principalmente quando, de alguma forma, sente-se desconfortável.
Embora tenha alguns brinquedinhos que goste - os macacos Caco e Bruno, o Croco, o livrinho de borracha que ele adora morder, o Pedrinho gosta mesmo é de pegar qualquer coisa diferente, principalmente que não seja brinquedo como o meu celular, o controle remoto da televisão, o teclado do computador, a pomada para assaduras, as fraldas, etc, ou seja tudo que não é para pegar!
Outra novidade é o banho, que até poucos dias o Ti dava em seu colo no chuveiro, agora estamos conseguindo dar na banheira, graças a um assento que deixa o bebê sentando, e o chuveirinho que ele fica segurando e mordendo durante todo o banho.
O bom é que ele está adorando!
Adora ficar sem roupa e tem horror de se vestir, resmunga e até chora! E cada vez que enxerga o cotonete próximo ao nariz, vira o rosto exaustivamente e abre um berreiro. Odeia limpar o nariz!!!
De resto o Pedrinho vai muito bem, super simpático, risonho…
Related Posts with Thumbnails
 

Template adaptado por Giovana Layouts